THE LISBOANS APARTMENTS

Este Protocolo Interno é constituído por um conjunto de informação e de medidas para prevenir o contágio do Covid-19 quer para hóspedes como para colaboradores de forma a zelar pela segurança e conforto de todos.

Existirá sempre ao serviço um colaborador da Direção ou da Recepção responsável por acionar os procedimentos em caso suspeito de infecção, que acompanhará a pessoa com sintomas ao espaço de isolamento, prestar-lhe a assistência necessária e contactar o serviço nacional de saúde através da linha SNS 24.

1. PROCEDIMENTOS DE PREVENÇÃO

A. Nas Instalações:

Sinalização e Informação
Plano de higienização
Adequação do espaço selecionado para isolamento Adequação das unidades de alojamento Equipamentos de higienização

B. Para os Colaboradores:

Formação
Equipamento – Proteção individual e coletiva Designação dos responsáveis
Conduta
Recepção de Mercadorias
Stock de materiais de limpeza e higienização

C. Para os Hóspedes:

Equipamento – Proteção individual Conduta
Check-In
Pequeno-almoço

2. PROCEDIMENTOS EM CASO DE SUSPEITA DE INFEÇÃO

Plano de Atuação
Descontaminação do Local de Isolamento

No de registo de Alojamento Local: 7944/AL (1A); 7942/AL (1B); 7946/AL (1C); 8041/AL (2A); 7965/AL (2B); 7960/AL (2C); 7955/AL (2D); 7958/AL (2E); 8049/AL (3A); 8047/AL (3B); 8046/AL (3C); 8043/AL (3D); 8059/AL (4A); 8054/AL (4B); 8066/AL (5A)

1. PROCEDIMENTOS DE PREVENÇÃO

A. Nas Instalações:

Sinalização e Informação:

O presente Protocolo Interno relativo ao surto de coronavírus COVID-19 será enviado por email a todos os hóspedes no momento de confirmação da sua reserva para seu conhecimento.
A informação das precauções básicas de prevenção e controlo de infeção relativamente ao surto de coronavírus COVID-19 serão disponibilizadas no local e também por email.

Plano de higienização:

Os serviços de higienização de todos os espaços comuns e apartamentos do edifício serão reforçados com novos procedimentos e normas:

- Lavagem e desinfeção, de acordo com o presente protocolo interno, das superfícies onde colaboradores e hóspedes circulam, garantindo o controlo e a prevenção de infeções e resistências aos antimicrobianos, incluindo todo o mobiliário e os equipamentos críticos;

- Limpeza, várias vezes ao dia, das superfícies e objetos de utilização comum (incluindo interruptores de luz e de elevadores, maçanetas, puxadores de armários, corrimãos, telefone, equipamento de controlo remoto etc.);
- Preferência por limpeza húmida, em detrimento de limpeza a seco e uso de aspirador de pó;

- Renovação de ar do espaço do escritório de apoio ao Check-In e espaços comuns realizada regularmente;
- Lavagem dos pavimentos das áreas comuns com água quente e detergente comum, seguido da desinfeção com solução de lixívia diluída em água, com a frequência de limpeza, no mínimo, de duas vezes ao dia;

- Limpeza e desinfecção dos equipamentos de limpeza reutilizáveis (tais como baldes, esfregonas) no final de cada utilização. O equipamento devem ser distintos por áreas de limpeza – instalações sanitárias, áreas comuns, apartamentos;
- Reforço da higienização dos utensílios, equipamentos e superfícies na zona de apoio aos pequenos almoços, evitando ao máximo a manipulação direta dos alimentos por colaboradores;

- Utilização de luvas de nitrilo durante a preparação dos alimentos do pequeno almoço, de modo a que o colaborador nunca contacte diretamente com os produtos alimentares que serão servidos aos hóspedes;
- Verificação do bom funcionamento dos equipamentos de climatização e lavagem e desinfecção dos filtros;

- Certificação do bom funcionamento do equipamento de lavagem de louça e de roupa, em particular as temperaturas de funcionamento, bem como a dosagem correta dos produtos químicos de limpeza e desinfecção;
- Registo de higienização e desinfecção através dos formulários e procedimentos já existentes.

No de registo de Alojamento Local: 7944/AL (1A); 7942/AL (1B); 7946/AL (1C); 8041/AL (2A); 7965/AL (2B); 7960/AL (2C); 7955/AL (2D); 7958/AL (2E); 8049/AL (3A); 8047/AL (3B); 8046/AL (3C); 8043/AL (3D); 8059/AL (4A); 8054/AL (4B); 8066/AL (5A)

Adequação do espaço selecionado para isolamento:

Local (escritório de apoio ao Check-In) para isolar pessoas que possam ser detetadas como casos suspeitos ou casos confirmados de COVID-19, com ventilação natural e sistema de ventilação mecânica. Possui revestimentos lisos e laváveis, casa de banho, stock de materiais de limpeza, máscaras cirúrgicas e luvas descartáveis, termómetro, contentor de resíduos autónomo, sacos de resíduos, sacos de recolha de roupa usada, kit com água e alguns alimentos não perecíveis.

Adequação das unidades de alojamento:

- Preparação do carro de apoio à limpeza com todo o material necessário e produtos de reposição dos alojamentos, de modo a evitar deslocações nas áreas de serviço.
- Realização da limpeza sempre no sentido de cima para baixo e, das áreas mais limpas, para as mais sujas: teto (se aplicável) e paredes, superfícies acima do pavimento (bancadas, mesas, cadeiras, corrimãos, outros), equipamentos existentes nas áreas, instalações sanitárias, pavimento.

- Desinfecção do mobiliário e alguns equipamentos após a limpeza, com toalhetes humedecidos em desinfetante ou em álcool a 70o, tais como mobiliário do alojamento, armários e bancadas da cozinha, mesa e cadeiras, não esquecendo de desinfetar os puxadores dos armários e das portas, torneiras, lavatório e ralo.

- Assegurar a limpeza das paredes do alojamento até à altura do braço.
- Definição de cuidados específicos para troca da roupa de cama e limpeza nos alojamentos, privilegiando dois tempos de intervenção espaçados e com proteção adequada. Dado que a intervenção de mudança de roupa da cama gera aerossóis, ter- se-á de separar as duas intervenções: mudança de roupa e limpeza. Deve-se dar um tempo de espera entre estas duas tarefas - respeitar um tempo de repouso entre retirar lençóis e roupas de cama e atoalhados, e realizar a limpeza de pisos e superfícies.
- Remoção da roupa de cama e atoalhados realizada sem a agitar ou sacudir, enrolando-a no sentido de fora para dentro, sem encostar ao corpo e transportando-a diretamente para a máquina de lavar.
- Acondicionamento dos resíduos recolhidos no alojamento num primeiro saco bem fechado, que depois é depositado no segundo saco.
- Lavagem em separado à máquina e a temperaturas elevadas da roupa de cama/atoalhados (cerca de 60oC).
- Utilização de equipamentos de limpeza de uso único, sempre que possível, que serão descartados após utilização.
- Limpeza e desinfecção dos equipamentos de uso não único após utilização.

Equipamentos de higienização:

Existência de dispensadores de solução antissética de base alcoólica ou solução à base de álcool junto à entrada/saída do edifício, no elevador e nos carros de apoio à limpeza dos alojamentos.

B. Para os Colaboradores:

Formação:

Todos os colaboradores terão formação sobre a doença, mas principalmente sobre os procedimentos que devem ser adoptados individualmente e em grupo, nomeadamente sobre:
1. Protocolo interno relativo ao surto de coronavírus COVID-19;

No de registo de Alojamento Local: 7944/AL (1A); 7942/AL (1B); 7946/AL (1C); 8041/AL (2A); 7965/AL (2B); 7960/AL (2C); 7955/AL (2D); 7958/AL (2E); 8049/AL (3A); 8047/AL (3B); 8046/AL (3C); 8043/AL (3D); 8059/AL (4A); 8054/AL (4B); 8066/AL (5A)

2. Como cumprir as precauções básicas de prevenção e controlo de infeção relativamente ao surto de coronavírus COVID-19, incluindo os procedimentos:

  • - Higienização das mãos: lavar as mãos frequentemente com água e sabão, durante pelo menos 20 segundos ou usar desinfetante para as mãos que tenha pelo menos 70o de álcool, cobrindo todas as superfícies das mãos e esfregando-as até ficarem secas.
  • - Etiqueta respiratória: tossir ou espirrar para o antebraço fletido ou usar lenço de papel, que depois deve ser imediatamente deitado ao lixo; higienizar as mãos sempre após tossir ou espirrar e depois de se assoar; evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos.
  • - Conduta social:alterar a frequência e a forma de contacto entre os trabalhadores e entre estes e os hóspedes, evitando (quando possível) o contacto próximo, apertos de mão, beijos, postos de trabalho partilhados, reuniões presenciais e partilha de comida, utensílios, copos e toalhas.
  • - Uso correto de máscara: utilizar corretamente a máscara, durante todo o período de trabalho, respeitando as condições de higiene e de segurança durante a sua colocação, utilização e remoção. Contemplar a necessidade de substituição da máscara, adotando as boas práticas de utilização.

    3. Como cumprir a auto monitorização diária para avaliação da febre, verificação de tosse ou dificuldade em respirar;
    4. Como cumprir as orientações da Direção-Geral da Saúde para limpeza de superfícies e tratamento de roupa nos estabelecimentos.

    Equipamento – Proteção individual e coletiva:

    Uso de equipamentos de proteção individual EPI adequado ao grau de risco de exposição ao vírus de que cada função é alvo.
    Cumprimento do uso permanente de máscara comunitária certificada e desinfeção de mãos a cada atendimento e pelo menos a cada 30 minutos.

    Utilização obrigatória de equipamentos com EPI tais como, avental, máscara, luvas e cobre-sapatos descartáveis, para todos os colaboradores antes de entrarem em cada unidade de alojamento para manutenção ou limpeza. Os colaboradores deverão descartar todo o equipamento de proteção utilizado (com exceção das máscaras) após concluir a limpeza de cada unidade de alojamento.

    Lavagem das fardas dos colaboradores em separado à máquina e a temperaturas elevadas (cerca de 60oC), para além de serem submetidas a passagem a ferro / vapor para garantir maior desinfeção térmica.

    Designação dos responsáveis:

    Preparação do colaborador do escritório de apoio ao Check-In para acionar os procedimentos em caso de suspeita de infeção (acompanhar a pessoa com sintomas ao espaço de isolamento, prestar-lhe a assistência necessária e contactar o serviço nacional de saúde).

    Conduta:
    1. Desinfeção das mãos com o gel desinfetante disponível à entrada/saída dos balneários. O colaborador todos os dias deve: vestir uma farda lavada (deve ser mantida uma lavagem diária da farda com temperatura superior a 60o C); colocar a máscara de acordo com as regras de colocação de máscara. No final do seu turno, se a máscara estiver estragada deve inutilizá-la, colocando-a no contentor de resíduos com abertura não manual e saco de plástico que se encontra à saída da porta de colaboradores. No seu próximo turno deve solicitar nova máscara à Governanta.

    No de registo de Alojamento Local: 7944/AL (1A); 7942/AL (1B); 7946/AL (1C); 8041/AL (2A); 7965/AL (2B); 7960/AL (2C); 7955/AL (2D); 7958/AL (2E); 8049/AL (3A); 8047/AL (3B); 8046/AL (3C); 8043/AL (3D); 8059/AL (4A); 8054/AL (4B); 8066/AL (5A)

2. Auto-monitorização da temperatura corporal dos colaboradores, de acordo com o Decreto-Lei no 20/2020 de 1 de maio, que altera as medidas excecionais e temporárias relativas à pandemia da doença COVID-19. Exclusivamente por motivos de proteção da saúde do próprio e de terceiros, são realizadas medições de temperatura corporal a trabalhadores para efeitos de acesso e permanência no local de trabalho. Caso haja medições de temperatura superiores à normal temperatura corporal, o colaborador é impedido de aceder ao local de trabalho e deverá ser encaminhado para o local de isolamento definido neste protocolo com implementação dos procedimentos de emergência, ou de imediato convidado a dirigir-se a casa e contactar o Serviço Nacional de Saúde.

3. Comportamentos a adotar pelo staff:

  • - Manter a distância entre colaboradores e hóspedes e evitar contactos físicos, incluindo os apertos de mão;
  • - Não entrar e sair dos estabelecimentos com a farda do estabelecimento;
  • - Manter o cabelo apanhado;
  • - Desaconselha-se o uso excessivo de adornos pessoais (pulseiras, fios, anéis,

    etc.);

  • - As pausas e horários de refeições são escalonados para evitar encontros nas

    zonas de pessoal/refeitórios.

    4. Formação externa aos profissionais de limpeza sobre os produtos que utilizam, as precauções a ter com o seu manuseamento, diluição e aplicação em condições de segurança, como se proteger durante os procedimentos de limpeza dos espaços e como garantir uma boa ventilação dos mesmos durante a limpeza e desinfeção (dossier com todas as fichas de segurança de todos os produtos utilizados que deve ser consultado sempre que necessário).

    5. Afixação de cartazes de sensibilização e informação promovendo boas práticas e as orientações da Direção Geral da Saúde, tanto nas zonas publicas como nas zonas destinadas aos colaboradores.

    6. Comunicação ao Responsável sempre que os colaboradores tenham estado em contacto próximo e/ou direto com alguém infectado pela COVID-19 ou com sintomas compatíveis com a doença. Neste caso, em particular, devem monitorizar o seu estado de saúde, medindo a temperatura corporal duas vezes por dia, registando os valores e estar atentos a tosse ou a dificuldades respiratórias.

    7. Sensibilização dos colaboradores para evitar cumprimentos sociais com contacto físico, para além de partilhar comida, utensílios, copos e toalhas, e ainda tocar nos olhos, nariz ou boca com as mãos sujas.

    Recepção de Mercadorias:

    Realização única e exclusivamente fora do edifício dos alojamentos - espaço de apoio à preparação de pequenos-almoços e lavandaria, prevenindo assim que os fornecedores tenham de entrar dentro das áreas de circulação dos hóspedes. Cumprimento das seguintes normas: respeitar a distância mínima de 1 metro não havendo contacto físico com nenhum funcionário; evitar a recepção de faturas e guias em papel, sempre que possível, solicitando o envio em formato electrónico; aplicação de produto desinfetante na fruta recepcionada; cuidados adicionais no descartonamento e limpeza das superfícies das embalagens de encomendas

    No de registo de Alojamento Local: 7944/AL (1A); 7942/AL (1B); 7946/AL (1C); 8041/AL (2A); 7965/AL (2B); 7960/AL (2C); 7955/AL (2D); 7958/AL (2E); 8049/AL (3A); 8047/AL (3B); 8046/AL (3C); 8043/AL (3D); 8059/AL (4A); 8054/AL (4B); 8066/AL (5A)

recepcionadas; evitar reutilizar caixas de transportes dos fornecedores nos circuitos internos do estabelecimento.

Stock de materiais de limpeza e higienização:

Stock de materiais de limpeza de uso único proporcional às dimensões do empreendimento, incluindo toalhetes de limpeza de uso único humedecidos em desinfetante, lixívia e álcool a 70o.
Dispensadores ou recargas de solução antissética de base alcoólica ou solução à base de álcool.

Equipamentos com EPI tais como, avental, máscara, luvas e cobre-sapatos descartáveis para todos os colaboradores.
Contentor de resíduos com abertura não manual e saco plástico.
Equipamento ou recargas para lavagem de mãos com sabão líquido e toalhas de uso individual.

Escalas / Turnos:

Definição de escalas de serviço e/ou turnos com redução do número simultâneo de colaboradores, através da criação de equipas para permitir maior controlo das regras de segurança e higiene.
Possibilidade de realização de pequenas reuniões entre colaboradores (no máximo até 10 pessoas), durante as quais deverá ser utilizada máscara pelos participantes, devendo proceder-se à desinfeção das mãos antes e após a reunião e durante as quais a distância de 2 metros entre os participantes deverá ser respeitada. Possibilidade do colaborador retirar a máscara, durante a pausa para refeição. A máscara deve ser retirada e depositada em saco (de uso pessoal) no balneário. De seguida, procede-se à lavagem das mãos. Depois da refeição e após lavar novamente as mãos, colocar a segunda máscara do dia, desinfetar a mesa, cadeiras e bancadas e voltar a lavar as mãos.

Limpeza e desinfecção das zonas reservadas a staff (vestiário, copa do pessoal e lavandaria) pelo menos duas vezes por dia.

C. Para os Hóspedes:

Equipamento – Proteção individual:

O hotel disponibiliza gratuitamente aos hóspedes equipamento de proteção individual, nomeadamente kits individuais com máscara e gel desinfetante, mediante solicitação.

Conduta:

Permissão de circulação nos espaços comuns desde que seja respeitada a distância social e as precauções básicas de prevenção e controlo de infeção relativamente ao surto de coronavírus COVID-19. Não é permitida a circulação de mais do que uma pessoa no interior do elevador a não ser que sejam familiares.

Check-In/ Check-out:

Informação por email ao hóspede sobre as medidas tomadas pelo alojamento no que respeita às normas de higiene e segurança e ainda normas operacionais. Implementação do procedimento de Self / Digital Check-In e de um modelo de pré- pagamento não presencial.

Atendimento ao hóspede feito obrigatoriamente com máscara, mantendo a regra de distanciamento social. Atendimento de apenas um hóspede de cada vez. Produto desinfectante ao serviço dos hóspedes disponível no escritório de apoio ao Check-In.

No de registo de Alojamento Local: 7944/AL (1A); 7942/AL (1B); 7946/AL (1C); 8041/AL (2A); 7965/AL (2B); 7960/AL (2C); 7955/AL (2D); 7958/AL (2E); 8049/AL (3A); 8047/AL (3B); 8046/AL (3C); 8043/AL (3D); 8059/AL (4A); 8054/AL (4B); 8066/AL (5A)

Desaconselhamento do transporte da bagagem do hóspede, excepto em casos especiais onde se deve utilizar luvas para o efeito.
Remoção de todos os folhetos, revistas e equivalentes disponíveis nas áreas comuns, por forma a evitar manuseamento destes elementos.

Pequeno-almoço:

O estabelecimento mantém o serviço de pequeno-almoço no alojamento, cumprindo com as normas de prevenção e controlo de infeção relativamente ao surto de coronavírus COVID-19.

Limpeza dos Apartamentos e Troca de Roupa:

Possibilidade do hóspede optar por ter ou não limpeza do alojamento e substituição das roupas de cama e banho durante a sua estadia. Evitar realizar a limpeza quando o hóspede se encontrar dentro do alojamento.

PROCEDIMENTOS EM CASO DE SUSPEITA DE INFEÇÃO

Plano de Atuação

O escritório de apoio ao Check-In tem disponíveis os números de telefone das autoridades sanitárias, dos centros médicos, dos hospitais públicos e privados
e dos centros de assistência para utilização sempre que haja a possibilidade de um hóspede estar doente.

O colaborador responsável seguirá as seguintes recomendações em caso de suspeita de um hóspede ou colaborador:

  • - O colaborador informa a Diretora-Geral do Hotel, Marta Martins Fonseca;
  • - O hóspede suspeito COVID-19 receberá uma máscara cirúrgica, desde que a sua condição clínica o permita (a máscara deverá ser colocada pelo próprio

    doente);

  • - O hóspede suspeito COVID-19 é conduzido até à área de isolamento –

    escritório de apoio ao Check-In – com a devida distância;

  • - O hóspede suspeito COVID-19 deve contactar de imediato a linha de Saúde 24

    (808 24 24 24), de forma a que o seu caso seja avaliado e acompanhado;

  • - O hóspede suspeito COVID-19 não deve sair do edifício, devendo aguardar

    instruções dos profissionais de saúde;

  • - A Autoridade Local de Saúde poderá optar por enviar a pessoa para o Hospital

    de referência da área ou não, dependendo da situação clínica;

  • - As áreas comuns onde este hóspede passou serão isoladas e desinfetadas;

    Após avaliação:

  • - Caso o SNS 24 informe sobre a não validação, o trabalhador deverá informar da não validação à Diretora-Geral do Hotel que deverá informar o médico do trabalho responsável;
  • - Caso o SNS 24 informe sobre a validação, o trabalhador deverá permanecer na área de isolamento (com máscara cirúrgica, desde que a sua condição clínica o permita), e aguardar as orientações do SNS 24;
  • - O acesso dos outros trabalhadores à área de “isolamento” fica interditado (exceto aos trabalhadores designados para prestar assistência);

    No de registo de Alojamento Local: 7944/AL (1A); 7942/AL (1B); 7946/AL (1C); 8041/AL (2A); 7965/AL (2B); 7960/AL (2C); 7955/AL (2D); 7958/AL (2E); 8049/AL (3A); 8047/AL (3B); 8046/AL (3C); 8043/AL (3D); 8059/AL (4A); 8054/AL (4B); 8066/AL (5A)

- A área de “isolamento” deve ficar interditada até à validação da descontaminação (limpeza e desinfeção) pela Autoridade de Saúde Local. Esta interdição só poderá ser levantada pela Autoridade de Saúde.

Descontaminação do Local de Isolamento:

Proceder-se-á sempre à descontaminação da área de isolamento sempre que haja casos positivos de infeção e ao e reforço da limpeza e desinfeção sempre que haja doentes suspeitos de infeção, principalmente nas superfícies frequentemente manuseadas e mais utilizadas pelo mesmo, conforme indicações da Direção-Geral da Saúde.

Os resíduos produzidos pelos doentes suspeitos de infeção serão armazenados num saco de plástico, fechado, que será segregado e enviado para o operador licenciado de gestão de resíduos hospitalares com risco biológico.

No de registo de Alojamento Local: 7944/AL (1A); 7942/AL (1B); 7946/AL (1C); 8041/AL (2A); 7965/AL (2B); 7960/AL (2C); 7955/AL (2D); 7958/AL (2E); 8049/AL (3A); 8047/AL (3B); 8046/AL (3C); 8043/AL (3D); 8059/AL (4A); 8054/AL (4B); 8066/AL (5A)

Carregando
Oops!
Está a executar um navegador da web que não suportamos. Por favor, actualize-o para ter uma melhor experiência.
Nosso website funciona melhor com Google Chrome.
Como actualizar seu browser